Você já pensou em contratar os serviços de um COACH?

Pois é, pense e analise bem antes. Certifique-se quem é o profissional que você esteja contratando.

Por quê?

Porque, o número de profissionais que se dizem COACH tem crescido a cada dia. Com certeza existem muitos profissionais competentes no mercado. Muita gente que realmente tem um proposito ético e honesto com esta atividade, mas… existe muita gente que se diz coach, sem nenhum preparo básico para esta nobre atividade.

Lembre-se, COACH trabalha sempre com um objetivo futuro, que você queira atingir e não com ajuste de personalidade ou comportamento passado.

Coaching não é terapia. Os assuntos tratados em sessões de coaching, se limitam exclusivamente a questões profissionais. Questões mais profundas onde o COACHEE apresente questões emocionais, devem ser tratadas com profissionais especializados pra isto, e ai sim existem excelentes profissionais tais como: psicólogos, terapeutas e psiquiatras.

Alguns cuidados que você deve ter antes de contratar um COACH.

  1. Você deve ter um objetivo específico– um resultado desejado que você queira atingir e para isto o processo de coaching é perfeito.
  2. A experiência executiva do profissional COACH é um grande diferencial– somente a metodologia utilizada no processo de coaching pode não ser suficiente, então a experiência executiva do profissional pode alavancar com mais rapidez o resultado desejado.
  3. Coaching não é mentoring– a experiência executiva é importante, mas o profissional deve saber que o resultado é do cliente (COACHEE), jamais o COACH deve dizer o que o cliente (COACHEE) deve fazer. Ele deve instigar o cliente a chegar ao resultado desejado.
  4. Formação metodológica– existem dezenas de entidades certificadoras de coaches, mas poucas são sérias. Certifique-se que o profissional que você está querendo contratar, tenha feito sua formação em uma entidade que realmente esteja preparada para isto. Uma formação básica em coaching tem uma carga horária mínima de 160 horas, além das leituras, lições de casa e “pro bono” supervisionados.
  5. A primeira sessão deve ser gratuita, mas com resultado claro no final da sessão – a primeira sessão não tem somente o objetivo de conhecer o COACH, mas para que ambos sintam se há empatia mútua. Serve também para que o coach analise se o caso do cliente não é terapia. Neste caso o coach deve indicar a ação mais indicada.
  6. Defina o pacote– um processo de coaching deve ter início, meio e fim. Normalmente um pacote de coaching tem duração de 10 a 15 encontros semanais ou quinzenais, com duração de 40 min a 1h30, por sessão.

Se você quiser saber mais sobre o processo de coaching, quiser uma seção experimental online ou presencial se você reside em Curitiba, ou saber mais sobre o processo e quais seus benefícios não hesite em me contatar através do link “contato” neste blog.

Definições:
Coach – Profissional habilitado para conduzir as sessões.
Coachee – o Cliente
Coaching – O processo de desenvolvimento das sessões.
Pro bono – Coachee – o cliente não pagante, seções gratuitas que serve para que COACH coloque em prática a metodologia aprendid

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *